• Siga o Meia-Hora nas redes!

Polícia caça matador de PM

Disque Denúncia oferece R$ 5 mil por informações sobre atirador

Gorni foi morto em padaria
Gorni foi morto em padaria - Reprodução

O Disque Denúncia divulgou cartaz, ontem, com recompensa de R$ 5 mil por informações que levem à identificação e localização dos envolvidos na morte do soldado da Polícia Militar Luiz Gorni Tavares, lotado no 23º BPM (Leblon), no último dia 27 de setembro, no bairro de Gramacho, em Duque de Caxias. Ele foi o 77º policial militar morto no estado do Rio este ano.

O soldado parou em uma padaria na Avenida Rio Branco, no bairro de Gramacho, para tomar café antes de assumir o serviço no batalhão. Após comprar o lanche, Luiz Gorni teria discutido com um dos clientes e se identificado como policial militar. Ao perceber que se tratava de um agente, o criminoso teria sacado uma pistola e efetuado disparos contra o soldado, que reagiu.

De acordo com a PM, o policial foi socorrido e levado para o Hospital Municipal Dr. Moacyr do Carmo, também em Duque de Caxias, mas não resistiu aos ferimentos. O soldado Gorni estava na Corporação havia seis anos, era casado e deixou dois filhos e uma enteada.

Quem tiver informações a respeito da identificação e localização dos assassinos do policial militar, pode denunciar pelo WhatsApp ou Telegram dos Procurados (21) 98849-6099, pelo Facebook, pelo Disque Denúncia (21) 2253-1177, ou pelo aplicativo do Disque Denúncia. O anonimato é garantido.

Galeria de Fotos

Gorni foi morto em padaria Reprodução
A francesa Corine Remande, 49, foi socorrida no campo de golfe AFP

Comentários

Mais notcias