Mais Lidas

Choque de desordem

Guardas municipais, salva-vidas e PMs se envolvem em confusão

Discussão entre guardas municipais, PMs e salva-vidas no Arpoador
Discussão entre guardas municipais, PMs e salva-vidas no Arpoador -

Uma confusão generalizada envolveu guardas municipais, policiais militares e salva-vidas do Grupamento Marítimo de Copacabana na Praia do Arpoador, na Zona Sul do Rio, no fim da tarde de quinta-feira. Segundo a Guarda Municipal, a confusão começou porque agentes do Grupamento Especial de Praia (GEP) tentaram rebocar carros que estavam estacionados irregularmente em frente ao Posto 7, após denúncia para a Central 1746. Os veículos pertenceriam a salva-vidas e policiais militares, que trabalham na região e reagiram mal à ação dos guardas.

Primeiro, houve bate-boca entre guardas e salva-vidas. PMs que trabalham patrulhando a região foram chamados. No entanto, a confusão só aumentou com a chegada dos policiais, que também eram donos de alguns carros, com mais xingamento entre eles.

Um vídeo gravado por um dos guardas mostra uma parte da confusão. Na gravação, é possível ver o momento em que um PM saca uma arma durante a discussão, que acontece com uma troca intensa de ofensas. Também é possível ver um reboque no calçadão, além de carros sem identificação oficial estacionados na área. No vídeo, a pessoa que está gravando afirma que o bastão de um guarda foi jogado no mar por um salva-vidas.

De acordo com a Guarda Municipal, todos os envolvidos foram para a 14ª DP (Leblon), onde a ocorrência foi registrada como lesão corporal e vias de fato. "A Guarda Municipal ressalta que é proibido o estacionamento no Arpoador e somente viaturas oficiais e de emergência podem parar no local. Cabe aos motoristas respeitarem o Código de Trânsito Brasileiro e a ordem do agente de trânsito do município", afirmou a assessoria.

Discussão entre guardas municipais, PMs e salva-vidas no Arpoador reprodução de vídeo
Confusão envolveu vários agentes Reprodução de vídeo