Mais Lidas

Generais chamam Bolsonaro de 'arrogante' e 'fanfarrão'

Santos Cruz e Paulo Chagas foram até suas contas no Twitter falar sobre pronunciamentos do 'país de maricas' e 'sem saliva, tem que ter pólvora'

13 de junho: desafeto de Olavo, o ministro da Secretaria de Governo, Santos Cruz, é demitido
13 de junho: desafeto de Olavo, o ministro da Secretaria de Governo, Santos Cruz, é demitido -
Brasil - Militares do alto escalão reagiram após os recentes pronunciamentos polêmicos do presidente Jair Bolsonaro (sem partido). Através de postagens no Twitter feitas nesta quinta-feira, os generais Santos Cruz, ex-ministro chefe da Secretaria de Governo da Presidência, e Paulo Chagas, general do Exército Brasileiro, classificaram as falas e o presidente como 'arrogante' e 'fanfarrão'. 
Santos Cruz disse que está cansado de show e que o Brasil não é um país de maricas. "É tolerante demais com a desigualdade social, corrupção, privilégios. Votou contra extremismos e corrupção. Votou por equilíbrio e união. Precisa de seriedade e não de show, espetáculo, embuste, fanfarronice e desrespeito", disse o ex-ministro direcionado para o presidente Bolsonaro.
Na quarta-feira, o general já havia se pronunciado sobre a comemoração de Bolsonaro quando os testes da vacina coronaVac foram paralisadas após a morte de um voluntário. "Ganhou de quem? Vacina, qualquer que seja, é saúde pública. É para a população. Não é assunto particular", disse, na ocasião.
Enquanto o general Chagas, que não citou o nome do presidente, disse que há muito já deixou de dar atenção a "pronunciamentos de fanfarrões, às suas ameaças absurdas e à exposição do seu despreparo e falta de maturidade". Ainda segundo ele, "cabe-nos convidá-los a deixar a retórica dos discursos sem lógica e vir p/ (sic: para) o octógono da realidade provar o escopo da sua arrogância", finalizou.
O pronunciamento dos militares veio pouco depois de um acerto entre militares descontentes com o presidente, que ameaçou demitir o autor da proposta de expropriar propriedades rurais e urbanas daqueles que tenham cometido crimes ambientais.

CANSADO DE SHOW. O Brasil nâo é um país de maricas. É tolerante demais com a desigualdade social, corrupção, privilégios. Votou contra extremismos e corrupção. Votou por equilíbrio e união. Precisa de seriedade e não de show, espetáculo, embuste, fanfarronice e desrespeito.

— General Santos Cruz (@GenSantosCruz) November 12, 2020 ">
 

Há muito deixei de dar atenção a pronunciamentos de fanfarrões, às suas ameaças absurdas e à exposição do seu despreparo e falta de maturidade. Cabe-nos convidá-los a deixar a retórica dos discursos sem lógica e vir p/o octógono da realidade provar o escopo da sua arrogância.

— General Paulo Chagas (@GenPauloChagas) November 13, 2020 ">
 
 
13 de junho: desafeto de Olavo, o ministro da Secretaria de Governo, Santos Cruz, é demitido Reprodução - Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil
Segundo Bolsonaro, "não se justifica um bilionário aporte financeiro num medicamento que sequer ultrapassou sua fase de testagem" Agência Brasil