Mais Lidas

Justiça determina arresto de R$ 95 milhões em contas do Estado para pagar atrasados da Saúde

Decisão, no entanto, cabe recurso e uma nova audiência foi marcada para sexta-feira

Tribunal Regional do Trabalho da 1ª Região (TRT/RJ)
Tribunal Regional do Trabalho da 1ª Região (TRT/RJ) -
O Tribunal Regional do Trabalho (TRT) determinou o arresto de R$ 95 milhões das contas do Governo do Estado, durante audiência realizada nesta segunda-feira, para pagar profissionais de Saúde que foram contratados por Organizações Sociais (OSs) e que não ainda receberam. A decisão é do desembargador Cesar Marques Carvalho.
Segundo o magistrado, o dinheiro não será enviado para a OSs e sim para o TRT para pagar os trabalhadores. A decisão, no entanto, cabe recurso e uma nova audiência foi marcada para sexta-feira (18).
Monica Armada, presidente do Sindicato dos Enfermeiros do Rio de Janeiro, espera que o Estado não recorra da decisão. "A gente teve que entrar na Justiça para garantir o pagamento dos salários dos trabalhadores. Eu espero que o estado não recorra para garantir um Natal com dignidade para esses profissionais", diz. A ação judicial engloba sindicatos de trabalhadores de diversas categorias da saúde e também organizações sociais.
A presidente do Sindicato dos Enfermeiros lembra que muitos profissionais atuaram na linha de frente do coronavírus em hospitais como Zilda Arns, em Volta Redonda, Anchieta, no Caju, Hospitais de Campanha e em outras unidades de saúde.. "Muito desses trabalhadores nem estão mais vivos para receber porque perderam a vida para a covid-19", lamenta.
"É o pior dos absurdos, é não valorizar o profissional de Saúde, que foi aplaudido pela janela nesta pandemia, mas cadê o reconhecimento e o salário? Isso é inadmissível", completa Monica.
Procurado, o Governo do Estado ainda não informou se irá recorrer da decisão.