Mais Lidas

Escolas municipais do Rio passam por vistorias para volta às aulas e assustam autoridades

Em uma unidade, parte do teto caiu de uma sala caiu e há infiltração e vazamento de água

Uma sala foi parcialmente interditada porque parte do teto caiu
Uma sala foi parcialmente interditada porque parte do teto caiu -
Rio - A Comissão de Representação para Acompanhamento das Ações de Retorno às Aulas Presenciais na Rede Municipal de Ensino do Rio de Janeiro deu início nesta quarta-feira às vistorias nas escolas. As visitas são para analisar as estruturas das unidades e as condições para receberem os alunos no próximo dia 24, data definida para o retorno das aulas presenciais pela Secretaria Municipal de Educação.
A primeira escola recebeu o vereador Márcio Santos (PTB), presidente da comissão. A visita foi na Escola Municipal Polônia, em Magalhães Bastos, Zona Oeste do Rio. 
"A Escola Municipal Polônia nunca passou por nenhuma grande reforma, além dos reparos feitos pela atual diretoria. Há infiltração e vazamento de água em diversas salas de aula, com uma já parcialmente interditada, porque o parte do teto caiu; algumas janelas são travadas, não abrem, impedindo a circulação de ar, além de pequenos reparos que precisam ser feitos", afirmou constatou Márcio.
No CIEP Padre Paulo Corrêa de Sá, em Realengo, também na Zona Oeste, os entraves são semelhantes. As salas de aula não têm ventilação adequada, já que as persianas são fixas e não permitem correntes de ar; algumas têm vazamentos e poças de água.
Para a diretora Marilene Barbosa de Sá, existem problemas na estrutura física, mas o que preocupa é o agravo da violência que, segundo ela, aumentou muito no entorno.
Ao final das visitas, o vereador Márcio Santos explicou que será produzido um relatório com todas as informações e sugestões para ajudar a solucionar os problemas. “Vamos tornar o documento público para conhecimento dos órgãos competentes e cobrar as providências”, declarou Santos.
A vistoria foi acompanhada pelos vereadores Waldir Brazão e Luciano Vieira (Avante) e Victor Hugo (MDB), integrantes da Comissão.