Mais Lidas

Acre: 30 mil famílias ainda estão fora de casa após enchentes

Mesmo com rios apresentando vazante, Defesa Civil não orienta retorno às casas

Estado do Acre enfrenta enchentes
Estado do Acre enfrenta enchentes -
Os rios que transbordaram atingiram pelos menos 10 cidades do Acre estão apresentando vazante, mas a situação continua crítica. De acordo com boletim divulgado neste sábado (27) pela Defesa Civil , 26,1 mil famílias ainda estão desalojadas e 4,1 mil seguem desabrigadas em todo o estado.
Na capital Rio Branco, o Rio Acre chegou a 13,84 metros na manhã deste sábado, 16 centímetros abaixo da cota de transbordo, de acordo com dados divulgados pelo Corpo de Bombeiros com base em informações das Secretarias Municipais de Ação Social/Centro de Referência de Assistência Social e Coordenadoria Municipal de Proteção e Defesa Civil (Comdec).
Ainda segundo o Corpo de Bombeiros, estima-se que mais de 120 mil pessoas ainda estão atingidas pelas enchentes.
Apesar dos rios estarem com vazante, a Defesa Civil não aconselha que os cidadãos voltem para casa. A previsão é de que as chuvas continuem atingindo o estado até o final de março, possivelmente causando novos transbordos.
"Não tem indicação da Defesa Civil de retorno porque não é seguro. Agora, muitas famílias que estão desalojadas, que não estão dentro dos abrigos, estão voltando por conta própria, a gente conversa e diz que não é o momento de retorno e eles tomam a decisão", disse o coordenador da Defesa Civil em Rio Branco, major Cláudio Falcão, ao G1.
"Não há autorização para retorno porque estamos em pleno período invernoso e o nível dos rios pode voltar a subir novamente. Temos ainda todo mês de março e começo de abril. Temos os recursos que já estão nas nossas contas e vamos adquirir os donativos para estas pessoas e kits de limpeza, infantis e idosos. É o momento de muita cautela da Defesa Civil, e as pessoas não tem noção do risco que correm", disse o coordenador da Defesa Civil estadual, coronel Eudemir Bezerra, ao G1.