Mais Lidas

Cidade onde nasceu Bolsonaro entra em isolamento para combater a Covid-19

Eldorado, no interior de São Paulo, seguiu recomendação feita pelas promotorias do Vale do Ribeira

Cidade onde nasceu Bolsonaro decreta lockdown para combater coronavírus
Cidade onde nasceu Bolsonaro decreta lockdown para combater coronavírus -
São Paulo - A prefeitura de Eldorado, no interior de São Paulo, decretou lockdown neste sábado como medida contra o coronavírus. A cidade é o local onde o presidente Jair Bolsonaro, publicamente contrário aos fechamentos, nasceu e foi criado.

A decisão foi tomada pelo prefeito Dinoel Pedroso Rocha (PL) considerando a fase emergencial do governo estadual paulista e uma recomendação feita pelas promotorias do Vale do Ribeira, que ameaçaram a gestão municipal a pena de responsabilização por omissão no combate à pandemia.

Entre as medidas estão a suspensão do funcionamento de estabelecimentos comerciais, de ambulantes e de prestadores de serviços, além de feiras livres e praças de alimentação.

Nesse período só poderão funcionar na cidade, sem horário de restrição, serviços vinculados à saúde, como hospitais, farmácias, além de postos de combustíveis, serviços de assistência social, funcionários de segurança privada.

Veterinários, hotéis, transportadoras, serviços de transporte, atividades que afetem o funcionamento de serviços essenciais, comércio atacadista, imprensa e serviços funerários, também estão livres. 

Aqueles que descumprirem as medidas pagarão multas que variam entre R$ 300 e R$ 10 mil.

Por outro lado, a prefeitura local estabeleceu que vão poder funcionar das 6h às 20h, mas com 30% da capacidade total, correios, prestadores de serviços públicos essenciais, como de energia elétrica, saneamento básico, telecomunicações e cartórios, prestadores de serviços relacionados a serviços essenciais e comércio de insumos médico-hospitalares.

Supermercados, padarias, distribuidores de gás, agropecuárias e lojas de venda de água também vão poder funcionar nesse horário, mas consumos locais estão vetados.

Por fim, a prefeitura estabeleceu que o transporte público será ofertado apenas nos dias úteis e exclusivo para servidores dos serviços essenciais.