Mais Lidas

Prefeituras do Rio, Maricá, Itaguaí e Niterói anunciam novo calendário de vacinação contra Covid-19

A partir do dia 26 de abril, prefeituras vacinarão grupos prioritários aliado ao critério de idade

Calendário de vacinação compreende outros grupos prioritários
Calendário de vacinação compreende outros grupos prioritários -
Rio - A Prefeitura do Rio divulgou um novo calendário de vacinação unificado com as cidades Itaguaí, Maricá e Niterói. As novas datas compreendem novos grupos prioritários, de 45 a 59 anos, entre os dias 26 e 29 de abril, dentro das especificações divulgadas pela Secretaria Municipal de Saúde (SMS). Caso haja uma aceleração na entrega das doses pelo Ministério da Saúde, o calendário pode alterar novamente alterado.
O Secretário de Saúde do rio, Daniel Soranz afirmou que o objetivo é que no dia 26 de abril todos os idosos acima de 60 anos já tenham sido vacinados para que o novo calendário das prefeituras tenham o critério de prioridades aliado à idade.
"A gente mantém a lógica da idade e associa aos grupos prioritários que estão previstos no PNI e também na sugestão feita pelo governo do estado", disse.
Os municípios elaboraram um plano único de vacinação que não vai acatar o Calendário Único de Vacinação, publicado na última terça-feira pelo Governo do Estado. Paes disse que até os 60 anos todas as prefeituras utilizaram o critério de idade e que a partir de agora serão considerados outros grupos prioritários, obedecendo os critérios o Ministério da Saúde e o Plano Nacional de Imunização.
"Nós estamos somando ao critério idade, o critério grupo prioritário, que são aqueles grupos específicos e a idade estando dentro dos grupos específicos, a pessoa vai poder ser vacinada", destacou.
Rubem Ribeiro, prefeito de Itaguaí, destacou que houve uma migração de moradores do Rio de Janeiro para Itaguaí depois que a prefeitura diminuiu a idade de vacinação e que o calendário unificado impede que isso ocorra.
"Itaguaí é divisa com o Rio, com Santa Cruz e isso aumenta o número o de filas, as pessoas correm o risco por causa do transporte público e a gente viu a importância de unificar para diminuir essa migração de pacientes de um município para o outro", explicou.
Axel Grael, prefeito de Niterói, também destacou que a migração entre municípios é algo muito comum quando os calendários são alterados e que a unificação visa acabar com esse problema. Paes também pediu que outros municípios também assumissem os critérios de vacinação divulgados em conjunto.
As prefeituras do Rio e de Niterói, anunciaram em conjunto a adoção de restrições mais duras durante o recesso de dez dias. A decisão aconteceu com base nas recomendações dos comitês científicos do Rio e de Niterói, que orientaram novas medidas de combate à pandemia do coronavírus.
Confira a lista de grupos prioritários
Pessoas com comorbidades 
Pessoas com deficiências permanentes
Trabalhadores de saúde que ainda não se vacinaram
Trabalhadores de educação (em atividade)
Trabalhadores da limpeza (em atividade)
Policiais Militares, Policiais Civis, bombeiros, guardas municipais e agentes penitenciários (em atividade)
Todos esses grupos precisam comprovar que estão atividade para receber a vacina.