Mais Lidas

Cabo da PM morto após patrulhamento em São Gonçalo será sepultado nesta terça-feira

O Centro de Operações do Rio registrou nessa manhã a interdição de trechos da Avenida Brasil para a passagem de um comboio da PM, que transportava o corpo do cabo até o local do velório

Foto de Thiago Lopes, de 37 anos
Foto de Thiago Lopes, de 37 anos -
Rio - O cabo da Polícia Militar Thiago Lopes Gonçalves, de 37 anos, morto neste último domingo (25) durante um patrulhamento, será sepultado nesta terça-feira (27), no cemitério Jardim da Saudade, no bairro Jardim Sulacap, no Rio de Janeiro. O Centro de Operações do Rio registrou nessa manhã a interdição de trechos da Avenida Brasil para a passagem de um comboio da PM, que transportava o corpo do cabo até o local do velório.
Thiago Lopes era lotado no Batalhão de Rondas Especiais e Controle de Multidão (RECOM), ingressou na corporação em 2012 e deixa esposa. o sepultamento acontecerá a partir das 11h.
Entenda o caso
No último domingo (25), o cabo estava de serviço quando foi atingido por disparos durante um patrulhamento na Estrada da Covanca, no bairro Porto do Rosa, em São Gonçalo. Houve confronto no local. Ele chegou a ser socorrido e levado ao Hospital Estadual Alberto Torres (HEAT), no mesmo município, mas não resistiu aos ferimentos.
Na ação, além do policial, um suspeito também acabou morrendo. Uma pistola calibre 9 mm, que estava com ele, foi apreendida. Passado o confronto, uma equipe do 7ºBPM (São Gonçalo) realizou buscas no alto da Comunidade do Tabajara e encontrou um outro homem baleado dentro de uma casa abandonada. De acordo com a corporação, ele estava com uma sacola com drogas.
O homem também foi levado para o Hospital Estadual Alberto Torres, mas não há informações sobre seu estado de saúde. O caso foi registrado na 73ªDP (Neves).