Mais Lidas

Confira dicas da Proteste para não cair em fraudes na Black Friday

Para que as promoções não se transformem em uma 'black fraude', é preciso ter alguns cuidados ao realizar a compra para garantir que seus direitos como consumidor sejam assegurados

Black Friday acontecerá na próxima sexta-feira, dia 26
Black Friday acontecerá na próxima sexta-feira, dia 26 -
Rio - A Black Friday é um dos momentos mais aguardados pelos consumidores. É só chegar o fim do ano que todos se preparam para as promoções. Com origem nos Estados Unidos, o evento acontece na quarta sexta-feira de novembro com descontos vantajosos para os consumidores. Mas para que as promoções não se transformem em uma "black fraude", termo utilizado popularmente para designar as fraudes durante o evento, é preciso ter alguns cuidados ao realizar a compra para garantir que seus direitos como consumidor sejam assegurados.

A data é um marco importante para o comércio e consegue aquecer as vendas neste período. Como a Black Friday acontece bem próximo de festas comemorativas como o Natal e o Ano Novo, a venda de presentes dispara ao longo do evento.

Por isso, a Proteste, associação de defesa do consumidor, reuniu os principais golpes praticados na Black Friday, instruções para evitá-los e como fazer uma reclamação.

Compras online x físicas

No Brasil, mesmo com a adesão ao evento por parte das lojas físicas, as vendas online têm crescido a cada ano como reflexo da mudança dos hábitos de consumo dos brasileiros.

Comprar pela internet é muito mais cômodo e prático para muitos consumidores. Em poucos minutos, é possível escolher os produtos, colocar no carrinho, finalizar a compra e esperar a entrega em sua casa. Prático, não é mesmo?

Mas há ainda os que preferem comprar em lojas físicas para poder ver de perto o que estão levando para casa. A verdade é que, nas duas situações, a Black Friday possibilita que os consumidores possam obter boas promoções e os comerciantes possam vender mais.

Principais fraudes na Black Friday

Por ser um período onde muitos comércios oferecem promoções e descontos especiais, criminosos podem se aproveitar dessa situação para aplicar golpes contra os consumidores. Veja a seguir as principais fraudes na Black Friday:

Promoções enganosas

Essa é uma fraude cometida pelos comerciantes que agem de má-fé. Eles aumentam o preço dos produtos semanas antes e baixam para o valor padrão no dia da Black Friday. Dessa forma, o consumidor tem a percepção de que o item está em oferta e acaba comprando para aproveitar a falsa economia.

O mais comum nesse caso é que o comerciante suba o preço em 100% e reduza pela metade, chegando no valor padrão. Com isso, o consumidor acredita que está comprando com 50% de desconto.

Sites falsos

Compras em sites falsos podem ocorrer durante o ano todo, mas elas aumentam durante a Black Friday. Nesse caso, a ação criminosa ocorre com a falsificação de sites que são conhecidos pelo consumidor. O criminoso cria uma cópia muito semelhante ao site original de uma empresa conhecida e oferece descontos imperdíveis. Ao comprar por essas páginas, os consumidores caem no golpe, podendo ter seus dados e o dinheiro roubados.

Geralmente, os usuários chegam até esses sites por meio de anúncios que aparecem nas redes sociais. Por serem muito atrativos e levarem o nome de grandes empresas, os consumidores acabam confiando e caem no golpe.

Publicidade enganosa

Outra fraude que ocorre com frequência na Black Friday é a publicidade enganosa, onde o usuário é atraído por um preço na divulgação e se depara com outro valor no site. Essa prática também acontece em lojas físicas. O consumidor é instigado por uma divulgação atrativa e quando vai pagar pelo produto é surpreendido com outro valor.

Preços diferentes

A falcatrua nos preços não para por aí. Outra prática comum durante a Black Friday é quando os produtos possuem um determinado valor no site e aparecem com outro preço no carrinho, quando o cliente decide finalizar a compra. Ou seja, os preços são diferentes e o consumidor acaba pagando o valor real do produto, sem desconto.

E-mails falsos

Por fim, os e-mails falsos também fazem muitas vítimas ao longo do evento. Eles são enviados aos consumidores como se fossem de lojas verdadeiras e oferecem descontos muito atrativos. Dessa forma, o usuário é atraído para um site de compras fraudado e tem seus dados e dinheiro roubados.

Conheça o canal Reclame

Mesmo com todas essas dicas, os clientes estão sujeitos a cair em alguma fraude, principalmente durante a Black Friday. Nesse caso, saiba que você pode contar com o canal Reclame, uma ferramenta oferecida pela Proteste para que os consumidores possam ir atrás de seus direitos para terem seus problemas solucionados. Os consumidores pode ligar para o canal de reclamações pelo 4020-7747.