• Siga o Meia-Hora nas redes!

'Dia D' tem baixa procura

Estado do Rio não consegue atingir o objetivo de vacinar 14 milhões

Crivella (de camisa social) acompanha a vacinação em Benfica
Crivella (de camisa social) acompanha a vacinação em Benfica - Divulgação

O 'Dia D' da campanha de vacinação contra a febre amarela, que ocorreu ontem em todo o estado do Rio, teve procura abaixo do esperado pela Secretaria Estadual de Saúde (SES). Mesmo com a mobilização nos 92 municípios, 29 UPAs e 11 hospitais da rede estadual, o governo ainda não atingiu o objetivo de imunizar 14 milhões de pessoas. A ação também contou com o reforço de 600 militares do Corpo de Bombeiros, que atuaram na campanha de vacinação em 22 quartéis. De acordo com último balanço divulgado, cerca de 10,5 milhões de fluminenses foram vacinados até agora.

Segundo o secretário estadual de Saúde, Luiz Antonio Texeira Junior, a campanha irá continuar no estado até a meta estipulada ser atingida. Ele garantiu que não faltará vacina para quem for às unidades de saúde se imunizar.

Na cidade do Rio, todas as 232 unidades de saúde abriram as portas para vacinar a população. A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) informou que 57.751 se imunizaram ontem nas 232 unidades. No total, desde o início da campanha, 4,2 milhões de moradores já receberam a vacina, o que dá cobertura de 78,1% da população alvo. O prefeito Marcelo Crivella visitou a Clínica da Família em Benfica, na Zona Norte, para acompanhar o atendimento à população.

Macaco infectado em Itatiaia

O município de Itatiaia, no Sul Fluminense, confirmou, na noite de sexta-feira, o primeiro caso de febre amarela silvestre em macaco. O registro aconteceu no Parque Nacional da cidade, que ainda não tem casos da doença em humanos.

De acordo com um balanço da SES, foram registrados 112 casos de febre amarela silvestre em humanos em 2018. Do total, 51 pacientes diagnosticados com a doença morreram.

Comentários

Mais notícias