• Siga o Meia-Hora nas redes!

Abre o olho, Cláudia

Mulher de Cunha é condenada por lavagem de dinheiro

Cláudia Cruz vai recorrer em liberdade da decisão do TRF-4
Cláudia Cruz vai recorrer em liberdade da decisão do TRF-4 - ABr

A jornalista Cláudia Cruz, mulher do ex-deputado Eduardo Cunha, foi condenada a dois anos e seis meses pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4), pelo crime de manutenção de depósitos não declarados no exterior, no âmbito da Lava Jato. Ela havia sido absolvida pelo juiz Sérgio Moro das acusações de evasão de divisas e lavagem de dinheiro. A pena deverá ser cumprida em regime aberto.

Como a condenação não foi por unanimidade, cabem recursos. Entendimento do Supremo Tribunal Federal (STF) determina cumprimento da pena após serem esgotados todos recursos em segunda instância.

Cláudia Cruz foi denunciada após investigações revelarem contas secretas milionárias na Suíça. Rastreamento do cartão de crédito revelou despesas suntuosas em roupas de grife, sapatos e restaurantes em Paris, Roma e Lisboa.

A fortuna teria origem em propina de R$ 1,3 milhão de francos suíços (cerca de 1,5 milhão de dólares, R$ 6 milhões) recebida por Eduardo Cunha em contrato da Petrobras para exploração de petróleo na República do Benin.

Comentários

Mais notícias