• Siga o Meia-Hora nas redes!

Zap dedura assassino

Matou a mulher e chamou amigo para churrasco

Marcelo matou a esposa Andreia
Marcelo matou a esposa Andreia - Reprodução / Facebook

Mensagens trocadas pelo WhatsApp e descobertas pela polícia revelaram que o homem que confessou ter matado a mulher grávida chamou um amigo para um churrasco e pediu para ele levar "um para relaxar", provavelmente uma referência a um cigarro de maconha. Com base nos diálogos, a promotoria deve denunciar o suspeito pelo crime de feminicídio.

O crime aconteceu em Jaraguá do Sul (SC), em 5 de agosto. Andreia Campos Araújo, 29 anos, foi encontrada morta e enrolada em um cobertor dentro do carro estacionado na garagem da casa dela. O marido, Marcelo Kroin, 38 anos, confessou e foi preso em flagrante.

As mensagens foram trocadas entre 10h e 18h do dia do crime. Marcelo diz estar encrencado e sem saber o que fazer: "Briga com a mulher e tu nem imagina a m* que fiz", diz Marcelo. "Depois a gente assa uma carne. Tem um traz pra relaxar". Entre 14h e 16h, Marcelo mandou áudios e fotos para o amigo que não foram divulgadas. O amigo, então, aconselhou que ele se entregasse.

O laudo do IML indica morte por traumatismo craniano. Marcelo Kroin diz que agrediu a mulher com um soco durante uma briga, tentando se defender. Ela teria batido a cabeça e morrido. O delegado que investiga o caso desconfia que ela tenha sido espancada e esganada. Segundo a polícia, a mulher havia denunciado Kroin por violência doméstica. As informações são do G1.

Comentários

Mais notícias