• Siga o Meia-Hora nas redes!

Adélio queria 'dar um susto'

Adélio Bispo de Oliveira, preso por esfaquear o candidato Jair Bolsonaro (PSL), disse em audiência de custódia que agiu por motivação política e religiosa. Em vídeo divulgado ontem, ele diz: "Não saberia nem expressar, mas o fato ocorreu, entendeu? Houve um ferimento, correto? Embora pretendíamos pelo menos dar uma resposta, um susto". Quando o advogado de defesa pergunta se a motivação foi política ou religiosa, Adélio responde: "As duas coisas, entendeu? Porque eu, como milhões de pessoas, pelos discursos da pessoa referida, me sinto ameaçado literalmente, entendeu?

Comentários

Mais notícias