• Siga o Meia-Hora nas redes!

Papa faz 5 anos no Vaticano

Defesa dos pobres marca Francisco

Pope Francis (R) makes the sign of the cross at the end of a meeting with the St Egidio charity to mark the 50th Anniversary of its foundation on March 11, 2018 at Santa Maria in Trastevere basilica in Rome.  / AFP PHOTO / POOL / Filippo MONTEFORTE
Pope Francis (R) makes the sign of the cross at the end of a meeting with the St Egidio charity to mark the 50th Anniversary of its foundation on March 11, 2018 at Santa Maria in Trastevere basilica in Rome. / AFP PHOTO / POOL / Filippo MONTEFORTE - AFP

O Papa Francisco celebra hoje cinco anos como pontífice da Igreja Católica. Desde que foi eleito para assumir o Trono de Pedro, na chuvosa noite de 13 de março de 2013, Francisco teve que enfrentar desafios importantes, incluindo escândalos de abusos sexuais, a crescente perda de fiéis e forte dissidência interna, que resiste às reformas.

Diante dos abusos sexuais cometidos por padres, o papa argentino manteve a linha de "tolerância zero" conduzida por seu antecessor, Bento 16. No entanto, a defesa pública do bispo chileno de Osorno, Juan Barros, acusado de encobrir casos de abusos sexuais, e, especialmente, o pedido de provas às vítimas, ofuscaram sua visita em janeiro ao Chile. Em razão da comoção gerada, o papa decidiu rever o caso, pedir desculpas públicas e enviar um investigador especializado, um gesto descrito como valente e incomum para um pontífice.

O primeiro papa latino-americano pronunciou mais de mil discursos em cinco anos, durante os quais falou dos pobres em centenas de ocasiões, muito mais do que todos os seus antecessores. Em suas mensagens para o mundo e especialmente para a América Latina, uma região que visitou cinco vezes, Francisco mostrou-se muito sensível aos problemas sociais e denunciou constantemente um dos grandes males da sociedade moderna: o aumento do fosso entre ricos e pobres.

Comentários

Mais notícias