• Siga o Meia-Hora nas redes!

Pena de morte

É o que Trump defende para assassinos de policiais

 Trump homenageia policiais
Trump homenageia policiais - AFP

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, defendeu ontem a pena de morte para assassinos de policiais, em cerimônia anual em homenagem aos agentes mortos em serviço. Trump se referiu aos imigrantes como assassinos violentos e lamentou os ataques do tipo "emboscada" contra a polícia.

"Precisamos acabar com os ataques contra a nossa polícia e devemos fazê-lo agora", disse. "Acreditamos que os criminosos que matam nossa polícia devem receber a pena de morte", disse Trump, que foi aplaudido pela plateia formada principalmente por policiais e parentes de policiais mortos.

"Se quisermos reduzir os crimes violentos precisamos defender nossa polícia".

Durante a campanha, Trump defendeu com frequência a pena de morte e prometeu que "uma das primeiras coisas" que faria na Casa Branca seria assinar um decreto para aplicá-la a "qualquer um que matar um homem policial, uma mulher policial". Um ano e meio depois de tomar posse, ele ainda não concretizou essa promessa.

Comentários

Mais notícias