• Siga o Meia-Hora nas redes!

Comércio de crianças

Grupo criado por Madre Teresa está sob suspeita

Uma freira e uma integrante da Congregação Missionárias da Caridade, fundada por Madre Teresa de Calcutá, foram presas acusadas de vender pelo menos cinco bebês a casais sem filhos na Índia. Elas foram detidas em um centro de caridade no estado de Jharkhand, Leste do país, que acolhe grávidas solteiras.

A polícia investiga quantas adoções ilegais foram feitas e como funcionava o esquema. As religiosas teriam intermediado a venda de um bebê por 1.700 dólares (cerca de R$ 6.500). A mãe da criança foi condenada a cinco anos de prisão e está cumprindo sentença.

As missionárias pararam de organizar adoções na Índia em 2015 por discordar das regras do governo que facilitam a adoção por pessoas solteiras ou separadas. Há relatos de que bebês e crianças estão sendo contrabandeados por instituições de caridade e hospitais com o objetivo de furar a longa fila de espera por adoção.

Comentários

Mais notícias