• Siga o Meia-Hora nas redes!

Matou mãe e filha

Homem com faca é morto pela polícia após crime

Um homem de 36 anos, armado com uma faca, matou a mãe e a irmã e feriu uma outra mulher, ontem de manhã, na cidade de Trappes, a 33 km de Paris. Ele tentou se esconder em uma casa, mas foi localizado e morto pela polícia. O ataque foi reivindicado pelo grupo extremista Estado Islâmico (EI), mas as autoridades não investigam o ato como terrorismo.

A agência de propaganda do EI anunciou que o autor do atentado é um dos combatentes do Estado Islâmico e executou o ataque em resposta ao apelo do chefe do grupo, Abu Bakr al-Baghdadi.

As investigações não descartam que o crime tenha sido motivado por uma disputa familiar. O suspeito, um motorista de ônibus de 36 anos, já havia sido identificado pelas autoridades francesas como simpatizante de ideias extremistas. Ele teria gritado "Alá é grande" antes do ataque.

Segundo o ministro do Interior, Gérard Collomb, o suspeito tinha "problemas psiquiátricos importantes" e um perfil mais de desequilibrado do que de soldado do EI.

Trappes é um subúrbio parisiense pobre. Grande parte de seus 30.000 habitantes têm origem estrangeira e o índice de desemprego na área é duas vezes maior que a média registrada no país.

A cidade também é conhecida por ser uma das localidades de onde mais jovens (quase 50) saíram para combater pelo Estado Islâmico no Iraque e na Síria.

Autoridades lembraram que, em 2017, pelo menos três incidentes foram reivindicados pelo EI, mas nenhuma ligação foi comprovada.

Comentários

Mais notícias