Mais Lidas

Policial militar do batalhão de Niterói é denunciado por associação ao tráfico de drogas em São Fidélis

Outros quatro homens também foram denunciados pelo Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro

12º BPM (Niterói)
12º BPM (Niterói) -
O Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro, por meio do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (GAECO/MPRJ), denunciou à Justiça o policial militar lotado no 12º BPM (Niterói), Divan Pacheco Marins, e outros quatro homens pelo crime de associação para o tráfico de drogas. Os homens atuavam no tráfico de drogas no município de São Fidélis, na região Norte Fluminense do Rio.
De acordo com a denúncia, após adquirir os entorpecentes no Rio, o policial militar o transportava até São Fidélis, onde se reunia com outros traficantes. O lucro era repartido entre eles e os fornecedores de Divan, os quais estipulavam valores mínimos a serem pagos.

Segundo informações dos autos, Divan e os outros denunciados estariam ligados ao traficante Gustavo Cordeiro Machado, conhecido como "Coruja", preso em operação desencadeada pelo Grupo de Apoio aos Promotores de Justiça (GAP/MPRJ) de Campos dos Goytacazes, em 2014, na qual uma quantidade de drogas foi apreendida.

Além de Divan, foram denunciados Gabriel Guimarães Palagar, Carlos Gustavo Ferreira Vieira, Paulo Emílio Sardenberg de Almeida e Silva e Laedson Roberto Moreira Ribeiro, conhecido como "Roberto Tarado".

A denuncia foi recebida pelo Juízo da 2ª Vara Criminal de São Fidélis.