Mais Lidas

Polícia prende suspeito de agredir e matar deficiente na Baixada

Além do criminoso, cinco pessoas participaram do linchamento, foram identificadas e estão sendo procuradas

Caso é investigado pela delegacia de Guapimirim
Caso é investigado pela delegacia de Guapimirim -
Rio - Policiais da 67ª DP (Guapimirim) e militares prenderam, nesta quarta-feira, um homem de 26 anos suspeito de agredir e matar uma pessoa com deficiência em Guapimirim, na Baixada Fluminense. Enderson de Oliveira Narciso, de 36 anos, foi morto com socos, chutes e pauladas depois que teve um surto psicótico, tirou a roupa e andou nu pelas ruas do bairro Vila Olímpia. 
Segundo a Polícia Civil, o caso aconteceu no dia 12 de janeiro deste ano. O irmão de Enderson o encontrou desmaiado, pelado e com as mãos amarradas em meio a um matagal. Ele foi socorrido e encaminhado para um hospital, onde ficou internado e morreu três dias depois por conta das lesões ocasionadas pelo linchamento.
Ao ser interrogado na delegacia, o suspeito confessou ter agredido Enderson e disse que o crime foi motivado porque "falaram que a vítima havia tentado agarrar algumas crianças da vizinhança". No entanto, em depoimento, o preso não soube dizer quais seriam essas crianças e se o fato realmente teria acontecido.
Após investigação, seis pessoas foram identificadas pelas agressões através de um vídeo compartilhado nas redes sociais. Eles tiveram a prisão temporária decretada e cinco seguem foragidos.