Mais Lidas

Homem morre após ser atingido por tiro de fuzil em São Gonçalo

Vítima seria um motorista de aplicativo. Moradores fecharam um trecho da RJ-104, sentido Alcântara, em protesto contra a violência na região

Homem é morto a tiros no bairro do Jardim Catarina, em São Gonçalo, na noite desta quarta-feira (22)
Homem é morto a tiros no bairro do Jardim Catarina, em São Gonçalo, na noite desta quarta-feira (22) -
Rio - Um homem foi morto com um tiro de fuzil quando passava de carro na Avenida Doutor Albino Imparato, no bairro Jardim Catarina, em São Gonçalo, Região Metropolitana do Rio, na noite desta quarta-feira (22). Informações iniciais dão conta de que a vítima seria um motorista de aplicativo.
De acordo com o tenente-coronel Aristheu de Góes, do 7º BPM (São Gonçalo), uma viatura do serviço reservado da Polícia Militar foi atingida a tiros de fuzil, por trás, disparados por criminosos. O veículo da vítima também foi atingido neste momento. Ainda de acordo com o tenente-coronel, não houve troca de tiros.
Testemunhas disseram que homens em um carro modelo March, de cor branca, passaram pelo local atirando. As polícias Civil e Militar estão no local e a perícia foi acionada.
Após o ocorrido, moradores começaram uma manifestação próximo ao local do crime, na RJ 104, sentido Alcântara. O trânsito está bastante congestionado. Em represália ao ocorrido, pneus foram incendiados na manifestação. Um vídeo mostra a movimentação dos moradores no protesto:
Moradores fazem protesto pela morte de um homem no bairro do Jardim Catarina, em São Gonçalo - Divulgação
Moradores fazem protesto pela morte de um homem no bairro do Jardim Catarina, em São GonçaloDivulgação
O Corpo de Bombeiros foi acionado às 18h49 para socorrer um baleado, no entanto, devido ao protesto as equipes aguardam próximo à 74ª DP (Alcântara) para conseguirem entrar no local da ocorrência.
"Passei na hora dos tiros e ninguém viu de onde veio. Infelizmente mais uma vida ceifada por essa violência que não tem fim, mais um pai de família porque a Polícia Militar entra nas comunidades em horário de maior movimento. Não consigo entender que estratégia é essa, sempre haverá vítimas fatais, pessoas que não tem nada haver", disse uma testemunha. A testemunha reforçou que o homem teria sido baleado por engano. 
Homem é morto a tiros no bairro do Jardim Catarina, em São Gonçalo, na noite desta quarta-feira (22) Divulgação
Moradores fazem protesto pela morte de um homem no bairro do Jardim Catarina, em São Gonçalo Divulgação