• Siga o Meia-Hora nas redes!

Método contra a calvície

No Japão, cabelo foi cultivado em laboratório

Pesquisadores japoneses anunciaram ter desenvolvido uma maneira de estimular um crescimento ultrarrápido de folículos capilares, método este que poderia significar um adeus à calvície, ou atenuar a perda de cabelo causada por quimioterapia, ou por outras doenças.

O estudo usa dois tipos de células colocadas em pequenos recipientes de silicone para cultivar "germes de folículos pilosos", espécie de fonte onde o cabelo nasce e se alimenta.

Dirigida por Junji Fukuda, a equipe da Universidade Nacional de Yokohama conseguiu cultivar cinco mil desses "germes" em alguns dias.

Não há previsão de testes em humanos para os próximos cinco anos, mas os cientistas japoneses estão convencidos de que essa técnica pode ser usada para reconstituir mechas abundantes. Também pode ajudar as pessoas com câncer e em quimioterapia, ou que têm doenças que provocam a perda de cabelo, declarou Fukuda, cujo trabalho foi publicado no periódico "Biomaterials".

"As clínicas especializadas utilizam, com frequência, cabelo da nuca para implantá-lo nas zonas frontais. O problema é que ele não aumenta o volume total de cabelo", explicou Fukuda, prevendo que um novo tratamento, utilizando a técnica desenvolvida por sua equipe, pode estar disponível no mercado em dez anos.

Comentários

Mais notícias