• Siga o Meia-Hora nas redes!

Para não perder a voz

Com a chegada do frio, fonoaudióloga ensina truques para evitar problemas

Cantora Karen K fala sobre seus cuidados com a voz
Cantora Karen K fala sobre seus cuidados com a voz - Fernando Hiro / divulgação

O inverno começa no próximo dia 21 e, nos dias mais frios, é muito comum aparecerem problemas vocais, como rouquidão, dores, falhas, pigarros e afonia. Mas o que muita gente não sabe é que a alimentação também pode ser vilã da voz.

De acordo com a fonoaudióloga Jane Celeste, do Estúdio da Voz, bebidas muito geladas, café, balas e pastilhas mentoladas, sorvete, chocolates e até o leite podem ser pontos de partida para alguns problemas.

Os sintomas de problemas vocais incluem rouquidão, cansaço ao falar, dor ou ardor na garganta, pigarro constante ou falha na voz. "Se a pessoa tem uma rouquidão que dura mais de 15 dias e é associada a sintomas como fadiga, falha de voz, cansaço ao falar ou pigarro, pode ser um sinal de algum comprometimento", completa a especialista.

Jane explica, ainda, que choques térmicos e lugares fechados, comuns no período do frio, devem ser evitados, pois podem gerar uma irritação na garganta e originar uma gripe. "E também evite ficar 'coçando' a garganta com pigarros. Na contramão, o soro fisiológico e inalação podem ser ótimos para a voz", aconselha.

Além de evitar os alimentos citados pela fonoaudióloga, é importante ter outros cuidados diários, como manter a hidratação, não fazer esforço ao falar e procurar acompanhamento profissional, caso perceba alguma alteração.

A cantora Karen K, que lançou recentemente a música 'Mal Intencionada', conta como faz para manter a voz em dia.

"Nunca consumo bebida alcoólica. No frio, evito líquidos gelados, assim como o excesso do café. Faço aquecimentos antes de cantar, desaquecimento após o show e evito pegar friagem, uma dica infalível para manter a voz saudável", afirma.

Comentários

Mais notícias