• Siga o Meia-Hora nas redes!

Crises de asma

Hoje é o Dia Nacional de Controle da doença

Hoje é o Dia Nacional de Controle da Asma, uma das principais doenças respiratórias crônicas que acomete as vias respiratórias e o pulmão, aumentando a produção de secreções e prejudicando a passagem de ar.

Hoje também começa o Inverno, que pode gerar ou agravar a doença devido ao frio e o ao ar seco do período somados à poluição. Uma das causas da asma, conhecida como "bronquite asmática" ou "bronquite alérgica", também pode ser o ambiente ao qual a pessoa está exposta. Tanto a temperatura quanto a presença de poeira, fezes de baratas, ácaro, mofo, pelos de animais e fungos podem influenciar na saúde dos pulmões. Casos de asma, rinite e/ou obesidade na família também podem desencadear a doença.

Os principais sintomas são tosse, chiado ou ruído no peito, dificuldade para respirar, respiração rápida e curta, desconforto torácico, ansiedade e eventualmente infecção na garganta. O diagnóstico é feito com base nas informações que o paciente fornece ao médico e na análise clínica dos sintomas. Testes de função respiratória auxiliam no diagnóstico diferencial de outras patologias.

Embora a asma brônquica não tenha cura, ela pode ser controlada e, em alguns casos, os pacientes podem apresentar períodos de intercrise (sem sintomas) tão longos que se consideram curados.

Segundo o pneumologista do Hospital Santa Paula, João Geraldo Houly, além do tratamento medicamentoso, é essencial estar atento aos fatores ambientais. "É possível ter uma vida normal com asma desde que o paciente saiba reconhecer e evitar situações que possam agravar os sintomas. Este comportamento impedirá crises intensas e frequentes e diminuirá as chances de evolução da doença", detalha o especialista.

Comentários

Mais notícias