• Siga o Meia-Hora nas redes!

De olhos abertos no frio

Especialista dá dicas para se proteger das alergias oculares durante o inverno

Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), 57 milhões de brasileiros sofrem com algum tipo de alergia. Em mais da metade dos casos, ela se manifesta nos olhos. Com a chegada do frio, isso acontece com ainda mais frequência.

"Além de gripes e resfriados, as alergias oculares também são bastante comuns neste período", garante o médico oftalmologista André Luís Alvim Malta, consultor das Óticas Diniz.

Os fatores que desencadeiam as alterações visuais durante o inverno são muitos, mas o principal é a poeira, de acordo com ele.

"As temperaturas mais frias, a falta de chuva, a baixa umidade do ar, assim como os gases emitidos pelos automóveis, agravam o problema da poluição. E, com isso, os olhos acabam ficando secos com mais frequência", afirma Malta.

Outro vilão da saúde dos olhos na estação é o ácaro, que volta a circular nos ambientes por meio do uso de roupas, agasalhos e cobertores que estavam em guarda-roupas escuros ou fechados.

"Além de todos esses componentes, a genética influencia e muito o aparecimento das alergias oculares. Por isso, é preciso estar atento ao surgimento de sintomas como ardor, coceira, secreção, irritação, inchaço e olhos vermelhos, que indicam que algo não está bem", ressalta o oftalmologista.

Mesmo no inverno é preciso usar óculos escuros, pois ajuda a proteger os olhos contra os raios ultravioletas UVB/UVA mesmo em dias nublados, chuvosos ou com pouco sol. "O acessório só é seguro quando comprado em óticas de confiança", diz.

Comentários

Mais notícias