• Siga o Meia-Hora nas redes!

A ordem dos desfiles

As 14 escolas já sabem quando entrarão na Sapucaí

Em meio a um sorteio com novas regras, foi definido, na noite de ontem, a ordem dos desfiles do Grupo Especial do Carnaval 2019. Por conta do não rebaixamento das duas escolas com menor pontuação Grande Rio e Império Serrano , a folia no ano que vem terá 14 agremiações.

As novas medidas foram definidas no dia 4 pela Liesa, quando ficou estabelecido que as três últimas colocadas abririam os desfiles do domingo. Ao lado, veja a ordem dos desfiles.

Outra novidade foi a proibição de trocas de posição das escolas após o sorteio cada escola ficou presa ao dia sorteado. Durante o evento ontem, uns comemoraram mais, outros já ficaram insatisfeitos, como os torcedores da agremiação Azul e Branca de Nilópolis. "Se a Beija-Flor era para ser no domingo, vai ser no domingo. Não tem essa de que a campeã precisa desfilar na segunda, podemos ganhar, sim", minimizou a porta-bandeira Selminha Sorriso.

A quinta escola da segunda-feira será o Paraíso do Tuiuti. O presidente da agremiação, Renato Thor, mirava na quarta posição, mas ficou satisfeito com o resultado. "Tivemos muita fé e fomos iluminados nesse sorteio", destacou Thor.

Como de costume, as agremiações se preocuparam com o lado da concentração. Quem entra pela esquerda na Avenida enfrenta o Viaduto 31 de Março, que atrapalha a montagem dos carros. No ano que vem, as escolas em posições pares entrarão por esse lado. Mas nem todo mundo se incomoda: a cúpula da Mangueira, por exemplo, vibrou ao ser sorteada para o local, o preferido da Verde e Rosa.

Para a Corte Real do Carnaval 2018, o sorteio foi uma oportunidade de recomeçar a folia. "Nunca acaba, ainda mais emendando na Copa. É festa o tempo todo! Já cria mais uma expectativa para os amantes e realizadores da folia", disse o Rei Momo Milton Rodrigues, acompanhado da Rainha e das 1ª e 2ª princesas.

Na mesa do sorteio, presidida pelo presidente da Liesa, Jorge Castanheira, ficaram também o presidente da Riotur, Marcelo Alves, e outras autoridades da Riotur e da Liga.

Comentários

Mais notícias