• Siga o Meia-Hora nas redes!

Uma trama de grandes vilões

Série mistura amor e ódio na busca pela verdade

A fictícia cidade de Sertão nunca mais será a mesma após o sumiço de Nonato (Marcos Pigossi), na supersérie Onde Nascem os Fortes, que estreia hoje, às 22h20, na Globo. Aventureiro, o rapaz faz uma viagem ao lado da irmã gêmea, Maria (Alice Wegmann), pelo Nordeste, em busca de desafiadoras trilhas de bicicleta. Mas, no meio do caminho, ele se envolve justamente com Joana (Maeve Jinkings), funcionária e amante do poderoso Pedro Gouveia (Alexandre Nero).

Logo em seguida, Nonato desaparece, e todas as suspeitas recaem sobre Pedro. "A história é basicamente sobre quem matou o Nonato. O meu personagem é o principal suspeito. É um cara influente, mas cheio de inimigos. Além disso, tem o desespero da mãe do rapaz, que chega para tentar descobrir o que aconteceu", adianta Nero.

O sumiço é o estopim de uma batalha que altera destinos e desenterra segredos de família. Mãe de Nonato, Cássia (Patrícia Pillar) chega a Sertão prometendo não medir esforços para descobrir o que aconteceu com o filho. No meio da busca pela verdade, ela acaba se envolvendo justamente com o maior suspeito do crime e também com o juiz Ramiro Curió (Fábio Assunção), que odeia Pedro, principalmente porque ele se casou com sua prima e amor da juventude, Rosinete (Debora Bloch).

"Ele é a justiça, tem essa figura. Esses homens entram intensamente na vida dela, não é um romance qualquer. O Ramiro é uma pessoa que parece ajudar, já o Pedro chega como um poderoso, mas é o suspeito número um do desaparecimento do filho dela. São personagens que precisam de afeto", avalia Patrícia Pillar.

Comentários

Mais notícias