• Siga o Meia-Hora nas redes!

Quem come fora gasta R$ 9,1 mil

Marmita faz bem para o bolso e a saúde

O gasto médio diário do carioca por comer na rua é de R$ 34,14. Os dados são da Associação Brasileira das Empresas de Benefício ao Trabalhador (ABBT), e comprova que em 22 dias o desembolso com refeições chega R$ 763, equivalente a 80% do salário mínimo. Colocando na ponta do lápis, o valor por ano com alimentação é de quase R$ 9.156. Segundo o IPCA, do IBGE, comer fora de casa aumentou 0,24% este ano.

A pesquisa aponta que os gastos de quem mora em Nova Iguaçu fica em R$35,67 por refeição, em média. Em Macaé, é R$35,07. Em Duque de Caxias, R$ 31,76. Já em São Gonçalo o prato sai por R$ 30,53, e em Nilópolis, R$ 28,08.

O administrador Felipe Passos, de 31 anos, trocou o vale-refeição pelo vale-alimentação, usado no supermercado. "Ao trocar, percebi que não gasto quase um centavo do meu salário com comida", disse. "Faço compras no mercado com o cartão da empresa e a economia foi melhor ainda", completou ele, que leva comida para o trabalho.

O nutrólogo José Alves Lara Neto, membro da Associação Brasileira de Nutrologia, diz que marmita preparada em casa é mais saudável do que a comida de restaurante self-service. Segundo ele, o trabalhador pode comer mais do que o necessário.

Comentários

Mais notícias