Mais Lidas

Rodrigo Pacheco chama de ‘inconveniente’ indulto concedido a Daniel Silveira

Daniel Silveira foi julgado pelo Supremo Tribunal Federal (STF) e considerado culpado por promover atos antidemocráticos

Rodrigo Pacheco
Rodrigo Pacheco -
Rio – Rodrigo Pacheco (PSD – MG) foi o entrevistado dessa segunda-feira (16) do programa Roda Viva na TV Cultura. O presidente do Senado foi questionado pela apresentadora Vera Magalhães sobre o indulto presidencial concedido ao deputado Daniel Silveira (PTB – RJ). Para Pacheco a decisão do presidente Jair Bolsonaro (PL) foi “inconveniente”.
Daniel Silveira foi julgado pelo Supremo Tribunal Federal (STF) e considerado culpado por promover atos antidemocráticos, desacatando ordens do ministro Alexandre de Moraes. Após a condenação, Bolsonaro concedeu a graça presidencial para o parlamentar, causando uma rixa entre os poderes Executivo e Judiciário.
“O poder Judiciário, no caso o Supremo Tribunal Federal, tem a prerrogativa constitucional de julgar e condenar, e de fato ele [Daniel Silveira], e o presidente tem a prerrogativa constitucional, embora a conveniência de se fazer ou não cada qual sabe. O presidente achou que era conveniente, eu, particularmente acho inconveniente, mas eu respeito o direito dele pensar dessa forma”, afirmou Pacheco.
O senador ainda teceu alguns comentários sobre o futuro de Silveira na política, afirmando que a elegibilidade do deputado será decidida pela justiça eleitoral e a Câmara dos Deputados julgar uma possível cassação.
 
Entre no canal do MEIA no Telegram e veja as principais notícias do dia sobre Polícia, Política, Esportes, Celebridades e muito mais!

https://t.me/jornalmeiahora