• Siga o Meia-Hora nas redes!

Polícia prende fuzileiro

Ele é suspeito de envolvimento em morte

Policiais da Delegacia de Homicídios (DH) prenderam Paulo Victor Rodrigues da Rocha, de 23 anos, no Centro do Rio, quinta-feira. Ele é suspeito de envolvimento na morte de Myro Garcia, que foi sequestrado e assassinado no dia 12 de julho do ano passado, quando saía da academia, na Barra. Myro era filho do bicheiro Waldomiro Garcia, o Maninho.

Segundo o delegado Fábio Salvadoretti, Paulo é fuzileiro e foi o responsável por conduzir os assassinos até o local da captura da vítima, tendo, depois, trocado de veículo e fugido com a quantia de R$ 100 mil, entregue aos sequestradores como resgate. Salvadoretti afirmou que, além de Paulo, outro acusado de envolvimento no crime já foi identificado: José Fabiano Bruno Santiago, de 33 anos, que está com prisão deferida pela Justiça, mas ainda segue foragido.

Myro foi morto na Estrada do Rio Morto, em Vargem Grande. A princípio, a PM informou que ele estava em um cativeiro há dois dias. Um primo de consideração de Myro, porém, deu uma versão diferente. Ele contou que Myro ligou dizendo que havia sido sequestrado e pediu que levasse o resgate de R$ 100 mil até Vargem Pequena. Segundo o primo, ele e Myro entraram no carro dos bandidos. Ao chegar na estrada, os criminosos teriam mandado que descessem. Ele e Myro correram em direções opostas. Myro foi atingido por dois tiros e caiu num barranco. O primo chamou a PM.

Comentários

Mais notícias