• Siga o Meia-Hora nas redes!

Celular queima casa e mata bebê

Vizinhos retiraram crianças, mas não conseguiram salvar o pequeno Isaac

Isaac já estava 'queimado e irreconhecível' ao ser resgatado
Isaac já estava 'queimado e irreconhecível' ao ser resgatado - Reprodução

Um bebê de 11 meses morreu durante incêndio em um apartamento, na segunda-feira, na comunidade Rio das Pedras, em Jacarepaguá, na Zona Oeste do Rio. De acordo com a irmã mais velha do neném, Suelen da Cruz Alves, de 23 anos, o fogo começou após a explosão de um celular que estava ligado na tomada, carregando. As informações são do G1.

Segundo a reportagem, a irmã também ficou ferida ao retirar o bebê do cômodo em chamas, com ajuda de vizinhos. Eles foram levados para o Hospital Municipal Lourenço Jorge, na Barra da Tijuca, mas o bebê não resistiu aos ferimentos. Outras crianças estavam na casa, mas foram resgatadas ilesas.

De acordo com a reportagem, Suelen afirma que desceu para ir à padaria e foi avisada por vizinhos que a casa estava em chamas. Foram as crianças que disseram que o fogo começou após o celular explodir.

Suelen também revelou os momentos de desespero que passou: "Eu estava chegando na padaria, que é do lado, e me gritaram: 'Sua casa está pegando fogo'. Eu voltei e subi. Quando eu cheguei, já não dava para eu entrar. Os moradores foram tirando meu filho e meus irmãos pela varanda. Eu fiquei lá em cima ajudando a jogar água, quebraram paredes e guiando o pessoal para dizer onde estava o bebê. Depois um moço pegou um lençol e eu fui com ele mostrar onde estava o bebê. Ele me deu a criança e eu desci para esperar a ambulância (...) Ele já estava queimado, irreconhecível", disse.

Já chegou morto ao hospital

Segundo a secretaria Municipal de Saúde, a jovem chegou ao Lourenço Jorge com queimaduras de primeiro grau nos braços e face. Mas o bebê, Isaac Alberto da Cruz, de 11 meses, já chegou morto, com queimaduras por todo o corpo.

Comentários

Mais notcias