• Siga o Meia-Hora nas redes!

'Que tiro foi esse'

Bala perdida atinge mulher no banho, em Botafogo

Janela da cobertura de Cristina, na Rua Dona Mariana, ficou danificada
Janela da cobertura de Cristina, na Rua Dona Mariana, ficou danificada - Armando Paiva

A praga das balas perdidas no Rio fez mais uma vítima, na noite de domingo. Desta vez, porém, não poderia haver lugar mais inusitado para o tiro chegar. Moradora da Rua Dona Mariana, em Botafogo, na Zona Sul do Rio, Cristina Santos Ferreira foi atingida por volta das 20h30, enquanto tomava banho, no banheiro de sua cobertura. O tiro que a atingiu partiu do Morro Dona Marta, que fica a apenas três ruas do prédio da vítima, a cerca de um quilômetro de distância. A comunidade foi palco de um intenso confronto entre policiais e criminosos.

Após ser atingida, Cristina foi socorrida pelo marido e levada para o Hospital Copa D'Or, em Copacabana, também na Zona Sul. Ela foi atendida e liberada de madrugada. O porteiro do prédio onde aconteceu o incidente disse que a vítima está muito abalada e não quis se pronunciar sobre o ocorrido.

"Está impossível viver no Rio de Janeiro. A população não está segura nem dentro de casa", disse Eliane Magalhães, vizinha de Cristina. A desenhista, de 52 anos, também criticou os governantes do Rio, que, segundo ela, não dão o básico para a população, como saúde e educação.

A Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) do Dona Marta informou que a troca de tiros teve início após policiais serem atacados por criminosos durante um patrulhamento de rotina. Os disparos foram ouvidos em vários pontos da Zona Sul, incluindo os bairros de Laranjeiras, Copacabana e Lagoa.

Ainda de acordo com a UPP, foi necessário o envio de reforço, com equipes do Batalhão de Choque e de dois grupamentos de outras UPPs. Não houve registro de presos ou feridos.

Galeria de Fotos

Janela da cobertura de Cristina, na Rua Dona Mariana, ficou danificada Armando Paiva
Marrony tirou a camisa para comemorar seu gol. Tomou o amarelo REPRODUÇÃO DE TV
Após fazer o segundo gol, Sornoza é abraçado por Richard e Luciano LUCAS MERÇON / FLUMINENSE F.C.

Comentários

Mais notcias