Mais Lidas

Traficante 'vizinho' de miliciano no cemitério

O MEIA HORA descobriu que o miliciano Adriano da Nóbrega, morto no dia 9 de fevereiro após troca de tiros com a PM da Bahia, é agora 'vizinho' de Elias Maluco, no cemitério Memorial do Rio. A sepultura do ex-PM foi encontrada durante a cobertura jornalística do enterro do traficante, ontem.

Ex-capitão do Bope, Adriano era acusado de chefiar o grupo de matadores de aluguel denominado Escritório do Crime e sempre foi ligado à família Bolsonaro, principalmente ao atual senador Flávio Bolsonaro (Republicanos).

A mãe do paramilitar, Raimunda Veras Magalhães, e a esposa, Danielle Mendonça da Costa da Nóbrega, trabalharam no gabinete de Flávio quando ele era deputado na Alerj. Flávio chegou a prestar homenagem a Nóbrega, quando ele era capitão do Bope. A família do miliciano sempre escondeu o local em que o criminoso havia sido sepultado.