Mais Lidas

Universitário encontrado morto em Nova Iguaçu é enterrado sob forte comoção

Marcos Winicius desapareceu no último dia 8 de outubro após sair de um shopping em Botafogo, na Zona Sul do Rio

Paula Tomé, mãe do estudante
Paula Tomé, mãe do estudante -
Rio - O jovem Marcos Winicius Tomé Coelho de Lima, de 20 anos, encontrado morto na última terça-feira em Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense, foi enterrado sob forte comoção na tarde desta quarta-feira no Cemitério da Penitência, no Caju, Zona Norte do Rio. No local, foi possível ver diversos amigos e familiares do estudante bem abalados. 
Entenda o caso
Marcos desapareceu no último dia 8 de outubro após sair de um shopping em Botafogo, na Zona Sul do Rio depois de encontrar a família. O desaparecimento do estudante teria ocorrido durante o percurso entre o centro comercial até o condomínio onde mora, na Urca, a cerca de 2 km de distância.
Na noite da última quinta-feira, Marcos Winícius saiu do encontro com a família no shopping pois pretendia ir a uma festa com amigos, na Barra da Tijuca, na Zona Oeste. "Na despedida, ele me disse que, antes de seguir para a festa, iria deixar a bicicleta em casa e trocar de roupa. Dali, a nossa família seguiu para uma viagem. Ele não fez mais contato. Os amigos disseram que ele não chegou na festa", contou Paula Tomé Coelho Moraes, de 38 anos, mãe do universitário, durante as buscas.
De acordo com policiais militares, o corpo foi encaminhado ao IML após ser encontrado na manhã desta terça-feira, na Rua Senador Roberto Kennedy, no bairro Engenho Pequeno, às margens da Rodovia Presidente Dutra, em Nova Iguaçu. As circunstâncias da morte do estudante estão sendo investigadas pela Delegacia de Homicídio da Baixada Fluminense (DHBF).
 
Paula Tomé, mãe do estudante Luciano Belford/Agencia O Dia
O jovem foi sepultado no Cemitério do Caju na tarde desta quarta-feira Luciano Belford/Agencia O Dia