Mais Lidas

Monique Medeiros estava no salão no dia que Dr. Jairinho agrediu Henry

Imagens de câmera de segurança mostram Monique no estabelecimendo

Monique chega ao salão digitando no celular
Monique chega ao salão digitando no celular -
Rio - Monique Medeiros, mãe do menino Henry, de 4 anos, foi ao salão de beleza no dia que o filho foi agredido por Jairinho, em 12 de fevereiro deste ano. A informação foi confirmada por meio das imagens da câmera de segurança do estabelecimento, que fica em um shopping, na Zona Oeste do Rio. Nas filmagens, obtidas pela TV Globo, Monique chega ao local falando ao telefone. 
Nesse mesmo dia, é possível ver Monique trocando mensagens com a babá do menino, Thayná Ferreira. A conversa sobre machucados, hematomas e o comportamento de Jairinho com Henry tinham sido apagadas, mas peritos da Polícia Civil conseguiram recuperar o conteúdo por meio de uma tecnologia israelense.
Thayná havia dito em depoimento que não sabia sobre as agressões, no entanto, a polícia descobriu as mensagens trocadas entre ela e Monique. A funcionária então, precisou prestar novos esclarecimentos e afirmou que soube de três ocasiões que Dr. Jairinho agrediu Henry, incluindo no dia 12 de fevereiro, o dia do vídeo que mostra Monique no salão.
De acordo com as imagens, Monique chega ao salão e senta antes de ser atendida para fazer uma chamada de vídeo com Henry. Na ligação, o menino pergunta se ela vai demorar. No entanto, as investigações apontam que ela demorou três horas para voltar para casa. 
Após o enterro de Henry, no dia 12 de março, Monique também foi ao salão. Henry morreu na madruga do dia 8 de março, no Hospital Barra D'or, na Zona Oeste do Rio. O enterro foi realizado no dia 10. Em depoimento, uma funcionária do local disse que Monique estava abatida.
Depoimento da cabeleireira 
A funcionária do salão também foi ouvida pela polícia, na 16ªDP (Barra da Tijuca) e segundo ela, após saber que Henry teria apanhado de Jairinho ela discute com o vereador e defende a funcionária após o parlamentar sugerir demiti-la.
“Você não vai mandar ela embora, porque se ela for embora, eu vou embora junto, porque ela cuida muito bem do meu filho. Ela não fez fofoca nenhuma, quem me contou foi ele”, disse.
Em seguida, de acordo com o depoimento Jairinho teria dito que Henry atrapalhava a vida de Monique e ela prossegue:
“Você nunca mais fale que meu filho me atrapalha, porque ele não me atrapalha em nada!”, disse Monique.
“Quebra! Pode quebrar tudo mesmo! Você já está acostumado a fazer isso!”, encerrou.