Mais Lidas

Trabalhador estava a caminho do trabalho quando foi baleado durante tiroteio na Zona Norte 

De acordo com a PM, pelo menos sete pessoas foram baleadas durante confronto no Morro do Juramento, em Vicente de Carvalho

Gemerson Patrício de Souza é uma das nove pessoas mortas durante um tiroteio no Morro do Juramento, em Vicente de Carvalho, na Zona Norte do Rio
Gemerson Patrício de Souza é uma das nove pessoas mortas durante um tiroteio no Morro do Juramento, em Vicente de Carvalho, na Zona Norte do Rio -
Rio - O marceneiro Gemerson Patrício de Souza está entre os quatro mortos durante um intenso tiroteio entre criminosos e policiais militares, no começo da manhã desta terça-feira (27), no Morro do Juramento, em Vicente de Carvalho, na Zona Norte do Rio. De acordo com a PM, pelo menos sete pessoas foram baleadas. Com a morte do trabalhador, subiu para nove o total de mortos desde a noite de segunda-feira (26) até a manhã desta terça-feira (27) em razão dos confrontos em várias comunidades do Rio.
Gemerson Patrício foi atingido quando passava na passarela localizada acima da Avenida Pastor Martin Luther King Jr., na altura da estação do metrô de Tomás Coelho. Ele foi socorrido para o Hospital municipal Salgado Filho, no Méier, mas não resistiu e morreu. De acordo com amigos, que prestaram homenagens ao trabalhador nas redes sociais, Gemerson estava a caminho do trabalho.
"A gente que trabalhava ali via como era perigoso porém a gente nunca espera que vai acontecer sai de lá já em 2019 e vejo que foi um livramento", escreveu um colega da vítima. Informações iniciais apontam que ele era morador de Jardim Gramacho, em Duque de Caxias. Ele deixa esposa e dois filhos.
Uma imagem divulgada nas redes sociais mostra a passarela onde Gemerson estava com sangue no chão. 
Tiroteio atinge pedestre que passava em passarela da Avenida Pastor Martin Luther King Jr. - Divulgação
Tiroteio atinge pedestre que passava em passarela da Avenida Pastor Martin Luther King Jr.Divulgação
O porta-voz da Polícia Militar, Rafael Batista, afirmou que pelo menos nove pessoas morreram em ações policiais desde a noite de ontem no Rio, em um intervalo de 12 horas. Seis dessas eram criminosos e um seria um inocente. A Polícia Militar informou que ainda está apurando a identidade deste inocente e de outros mortos no confronto. 
Segundo a PM, homens do 41º BPM (Irajá) foram atacados por criminosos armados atravessando uma passarela na Avenida Martin Luther King, altura de Vicente de Carvalho, nas proximidades do Morro do Juramento. Por conta dos disparos, motoristas começaram a voltar na contramão na via.
A clínica Herbert de Souza em Tomás Coelho foi fechada por conta do confronto e a campanha de vacina, suspensa na unidade.
Gemerson Patrício de Souza é uma das nove pessoas mortas durante um tiroteio no Morro do Juramento, em Vicente de Carvalho, na Zona Norte do Rio Divulgação
Tiroteio atinge pedestre que passava em passarela da Avenida Pastor Martin Luther King Jr. Divulgação